Notícias

Uma empresa sempre à frente do seu tempo

Postado dia 20/02/2015

6 dicas para aumentar a durabilidade dos pneus

6 dicas para aumentar a durabilidade dos pneus

Saiba como aumentar a vida útil dos pneus do seu carro e ter mais segurança.

1. Pressão dos pneus

Verifique no manual do seu veículo a pressão indicada para os pneus do seu carro, transitar com a pressão acima ou abaixo do recomendado causa maior desgaste e fadiga. Também podem acarretar instabilidade nas curvas e perda de aderência em pistas molhadas. A baixa pressão tende a desgastar mais rapidamente as laterais dos pneus enquanto a alta pressão consome o centro dos pneus. Recomenda-se a averiguação da pressão uma vez por semana.

pressao-pneus

2. Rodízio de pneus

O rodízio consiste na mudança da posição dos pneus em um carro. Esta mudança varia de acordo com o tipo de veículo, tipo de tração (traseira ou dianteira) e tipo de pneu (normal ou unidirecional). Para veículos de passeio com pneus radiais recomenda-se o rodízio a cada 8.000km. É importante ressaltar que o primeiro rodízio é o mais importante, é o ponto chave para a durabilidade dos pneus.

rodizio-pneus

3. Alinhamento da direção

O desalinhamento da direção pode causar um desgaste prematuro dos pneus ou mesmo irregularidade em sua forma. Em geral o alinhamento deve ser realizado a cada 10.000km ou período inferior se indicado pelo fabricante. Porém se o veículo apresentar o volante descentralizado, puxando para um lado, pneus gerando mais ruídos ou se foi trocada alguma peça da suspensão é recomendada o alinhamento imediato do veículo.

4. Balanceamento das rodas

O balanceamento das rodas também deve ser efetuado a cada 10.000km para evitar desconforto ao dirigir, perda de tração e estabilidade, além de desgastes acentuados em componentes mecânicos e no próprio pneu. O Balanceamento deverá ser antecipado caso o veículo apresente vibração do volante, tenha efetuado troca de pneus ou rodas, o pneu sofreu reparo devido a corte ou furo ou tenha sido feito rodízio.

5. Manutenção mecânica

Diversos componentes mecânicos, principalmente da suspensão como amortecedores, molas, eixos, rodas, entre outros, podem afetar a durabilidade dos pneus. Por isso é recomendado realizar revisões no veículo para substituir peças com defeito.

6. Carga transportada

Verifique no manual do veículo qual a carga máxima permitida, pois a sobrecarga aplicada aos pneus pode ocasionar alterações estruturais, riscos de estouro e diminuir a quilometragem dos mesmos.

Continue Lendo

Postado dia 18/02/2015

Curiosidades e dicas

Curiosidades e dicas

Segurança dos Pneus

Dirigimos diariamente e quase nunca prestamos atenção a uma das partes mais importantes do automóvel, O PNEU. Veja a seguir como ler e entender a fabricação e o uso correto de um pneu.

Data de validade

Ela caduca em quatro anos após a data de fabricação, a qual está estampada no lado do pneu. Ela está impressa em quatro dígitos, indicando semana e ano de fabricação. Na foto, mais adiante, significa que foi fabricado na sétima semana de 2007, portanto fevereiro de 2007 com validade até fevereiro de 2011. Pneus caducados podem causar acidentes. Inspecione sempre a data de validade dos mesmos.

Data de Fabricação do Pneu

Este numero indica que o pneu foi fabricado na 7ª Semana de 2007 o que é o mesmo que Fevereiro de 2007, isto significa que tem data de validade até Fevereiro de 2011.

Se utilizarmos pneus caducados, é possível que estourem e o resultado pode ocasionar acidente grave. É um bom hábito inspeccionar os pneus para verificar a sua data de de validade.

Pressão

Máxima pressão do pneuOutro ponto importante é a calibragem. Calibre sempre conforme o manual do veículo. Baixa pressão para evitar ruídos na rodagem, É PERIGOSO. Em auto-estrada ou BR, o pneu com baixa pressão tende a esquentar e estourar. Portanto muita atenção. Na lateal dos pneus, encontramos o valor máximo admissível para a pressão, alguns pneus têm apenas capacidade para a pressão máxima de 32 PSI, outros são projetados para 44 PSI e alguns mesmo 50 PSI. Verifique os pneus para saber qual é a máxima pressão que suportam. Uma prática aceitável é rodar com uma calibragem ligeiramente abaixo dos valores indicados. Veja a tabela a seguir:

Máxima Pressão Pressão Aceitável
32 PSI 28 PSI
44 PSI 35 PSI
50 PSI 44 PSI

Carga

Carga Máxima por pneu

Outro ponto importante a considerar é a carga a que submetemos os pneus. Muitas vezes sobrecarregamos os veículos sem prestar atenção ao esforço que isto representa para os pneus. Não exceda a capacidade máxima de carga, o pneu poderá estourar e causar um acidentes.

A tabela mostra o índice de carga e a máxima capacidade de carga por pneu em libras e quilos.

 
Índice de Carga Carga máxima em Kg
80 450
81 462
82 475
83 487
84 500
85 515
86 530
87 545
88 560
89 580
90 600
91 615
92 630
93 650
94 670
95 690
96 710
97 730
98 750
99 775
100 800
101 825
102 850
103 875
104 900
105 925
106 950
107 975
108 1.000
109 1.030
110 1.060
111 1.090
112 1.120
113 1.150
114 1.180
115 1.215
116 1.250
117 1.285
118 1.320
119 1.360
120 1.400
121 1.450
122 1.500
123 1.550
124 1.600
125 1.650
126 1.700
127 1.750
128 1.800
129 1.850
130 1.900
131 1.950
132 2.000
133 2.060
134 2.120
135 2.180
136 2.240
137 2.300
138 2.360
139 2.430

Velocidade

O pneu foi projetado para uma velocidade máxima e ela está indicada por uma letra ao lado do índice de carga. A tabela abaixo mostra a velocidade em Km/h e Mph.

Índice de velocidade Velocidade em Km/h
Q 160
R 170
S 180
T 190
U 200
H 210
V 240
ZR >240
W 270
Y 300

Resistência à temperatura

As letras indicam a resistência de um pneu ao calor. Sendo "A" o mais alto e "C" o mais baixo.

Símbolo Área
A Área Quente
B Área Normal
C Área Fria

Tração

Índice de Tração

A tração é a capacidade de um pneu para parar em pavimento molhado. Um pneu de maior graduação permite uma maior capacidade de parar o veículo numa via molhada, numa distância menor do que um pneu de uma menor graduação. A tração está classificada do mais alto para o mais baixo como "AA", "A", "B" e "C".

 

Desgaste

Índice de Desgaste

Este numero indica quanto maior for a graduação, mais tempo levará para o pneu desgastar. Portanto, um pneu de graduação 400 irá durar o dobro que o de graduação 200.

 

Dimensões

Muitos de nós já compramos pneus no passado e quando nos perguntam de que tamanho queremos, fazemos uso do pneu velho para obter uma informação de comparação. As dimensões de um pneu são caracterizadas por letras e números. O que significam esses números? Veja abaixo:

 
Indicadores de dimensões do Pneu
P
Pneu para veículo de passageiros
265
Largura do pneu em milímetros
60
Relação da altura com a largura do pneu, 60% da largura neste caso
R
Pneu Radial
18
Roda de aro 18 polegadas

O que devemos saber sobre pneus?

  • Data de fabricação
  • Máxima pressão de enchimento
  • Tração
  • Desgaste
  • Máxima capacidade de carga por pneu
  • Variação de velocidade
  • Resistência à temperatura
  • Tamanho do pneu

Voltar

Continue Lendo

Postado dia 13/02/2015

14 dicas para evitar roubos e furtos de carros

14 dicas para evitar roubos e furtos de carros

Algumas simples medidas de precaução podem ter um efeito muito mais eficaz do que se pensa para inibir a ação de ladrões. Apesar de algumas dicas de segurança parecerem óbvias e um pouco batidas, ironicamente, elas costumam ser muito negligenciadas pelos proprietários de carros. E é exatamente nesses vacilos que os criminosos encontram suas maiores brechas.

Com a ajuda da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), EXAME.com listou as principais medidas preventivas contra roubos e furtos de veículos. Confira a seguir.

1) Use o bom senso ao escolher um local para estacionar

É dispensável dizer que deixar o carro em um estacionamento fechado é sempre a melhor opção para evitar os furtos e roubos. Mas, quando não houver alternativa e for preciso parar o carro na rua, evite lugares ermos e de fraca iluminação. “Estacionar em ruas iluminadas, em frente a prédios com vigias e perto câmeras de segurança pode inibir a ação do ladrão”, orienta o diretor executivo da FenSeg, Neival Freitas.

Ao estacionar o carro durante o dia, considere como o local pode ser durante a noite. Ruas de comércio, por exemplo, podem ser extremamente movimentadas de dia e muito desertas fora do horário comercial.

2) Não deixe nada dentro do carro, nem mesmo uma sacola vazia

Qualquer objeto pode ser confundido com um item de valor e atrair a atenção do ladrão, até mesmo uma sacola vazia. Suportes de GPS, adaptadores de iPods, carregadores e afins também não devem ficar à vista. Esses acessórios costumam ser vistos como evidências de que o carro pode ter objetos de valor.

Crie o hábito de guardar compras no porta-malas assim que você entrar no carro em vez de deixar para a próxima parada. “Colocar algo no porta-malas depois de estacionar o carro pode atrair a atenção de um criminoso. Ele vai saber que há alguma coisa de valor dentro do carro”, afirma Freitas.

3) Não cole adesivos que exponham informações pessoais

“Um adesivo que mostra que o proprietário estuda na faculdade mais cara da cidade pode atrair o ladrão. E um adesivo de um time, por exemplo, pode levar algum torcedor fanático a depredar o carro”, afirma Neival Freitas.

Um adesivo feminino também pode indicar ao ladrão que o carro pertence a uma mulher. Se o objetivo for um assalto, essa informação pode incentivar o criminoso a mirar exatamente esse veículo, já que ele pertence a uma vítima mais vulnerável.

4) Não guarde documentos no carro

Boletos bancários, cartões e correspondências podem ser usados pelos ladrões para acessar sua conta ou planejar um roubo à sua casa. A carteira de motorista e o registro do carro também não devem ficar no interior do veículo. Se o carro for levado, em posse dos documentos, os criminosos podem ter mais facilidade para vender e usar seu veículo.

5) Certifique-se de que o carro foi trancado 

É evidente que deixar o carro aberto é um prato cheio para os criminosos, mas esse continua sendo um dos principais equívocos cometidos por motoristas. Mesmo em uma parada rápida, em um posto, padaria ou uma banca, é muito importante trancar o carro e fechar os vidros. Dois minutos são o suficiente para que o criminoso faça a festa. E alguns ladrões ficam de plantão nesses lugares, apenas esperando que os motoristas cometam alguma gafe.

6) Utilize dispositivos de segurança visíveis 

Correntes de direção, chaves interruptoras e trancas de direção são alguns dos dispositivos que podem desencorajar a ação do ladrão. E quanto mais visíveis melhor. Eles podem não evitar que um criminoso mais experiente aja, sobretudo se for exatamente o seu carro que está na mira. Mas eles podem ser muito eficientes diante de ladrões casuais e mais oportunistas. 

7) Utilize equipamentos modernos de segurança

Bloqueadores, rastreadores e localizadores são alguns dos equipamentos de segurança mais eficazes na prevenção a furtos e roubos. O bloqueador, em uma tentativa de furto, bloqueia a ignição ou a bomba de combustível e informa por meio de um alarme o telefone da empresa de monitoramento, para que cheguem na central informações sobre o furto.

O localizador informa onde o carro está localizado a partir do momento que o motorista percebe que ele foi roubado e aciona a central de monitoramento da empresa que vendeu o produto.

E o rastreador, o equipamento mais avançado entre os três, informa ao motorista onde o carro roubado está, tal como o localizador, mas tem a vantagem de permitir a consulta da localização sem a necessidade de ativar a central de atendimento.

8) Evite dizer a manobristas e flanelinhas quanto tempo você irá demorar até retornar

Muitas vezes depois de estacionar o carro, os flanelinhas e manobristas perguntam quanto tempo o motorista vai demorar até voltar ao carro. “O ideal é sempre falar: ‘Só vou entregar alguma coisa e já volto’. Se o objetivo for furtar o carro, o ladrão pode desistir ao saber que não terá tempo para agir com tranquilidade”, diz o diretor executivo da FenSeg.

9) Cuidado com os "falsos mecânicos"

O golpe do “falso mecânico” pode acontecer de duas maneiras. A primeira ocorre quando o ladrão faz alguma “gambiarra” no carro para que o dono tenha problemas ao tentar dar a partida. Pouco tempo depois, ele "cai do céu", apresenta-se como um mecânico e aproveita a situação para roubar o veículo, objetos, dinheiro, etc.

No outro tipo de estratégia, o ladrão se aproxima do motorista para informá-lo sobre um suposto defeito e diz que pode ajudá-lo a consertar. Ao encostar o veículo, o criminoso conclui sua ação.

Se na partida o carro enguiçar, tranque-o, coloque o triângulo e procure assistência especializada. E se alguém sinalizar um defeito quando o veículo estiver em movimento, deixe para estacionar em um posto de gasolina, ou em uma base da polícia. Não aceite ofertas de assistências que você não pediu.

10) Evite deixar a chave com lavadores e vigias de estacionamento

Nem sempre é possível, mas procure evitar ao máximo entregar suas chaves para manobristas e lavadores. Eles podem fazer cópias rapidamente, sem a menor chance de o proprietário perceber.

11) Não namore dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos

Essa dica pode ser muito óbvia, mas ainda hoje parece não ser seguida muito risca. A orientação está entre as principais sugestões de prevenção a roubos de veículos da Polícia Militar de São Paulo

Continue Lendo

|6|7|8|9|10|

Lojas

Av. Almirante Adalberto Barros Nunes Nº 2896 - Belmonte - Volta Redonda - (24) 3346-7377
Av. Sérgio Braga nº 509/521, Ponte Alta - Volta Redonda - (24) 3342-2028  |  (24) 3342-0406
Av. Paulo Erlei Abrantes nº 8500 - Três Poços - Volta Redonda - (24) 3340-2150